Namisha Tyrell

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Namisha Tyrell

Mensagem por Namisha Tyrell em Dom Maio 26, 2013 8:57 am

Namisha Tyrell


Apelido: Nam, Misha
Idade: 15 anos
Nome da Mãe: Abigail Tyrell

Nome do Pai: Tristan Tyrell
Religião: Os Sete

Casa: Tyrell de Jardim de Cima

Força - 0
Destreza - 0
Inteligência - 12
Mente -18
Magia -15
Sorte - 0

Sistema Inicial:
[X] Intriga[ ] Combate

Vantagens

[ ]líder nato [5]acrobata [ ]Honrado [ ]Arte da medicina [ ]Mestre dos venenos [ ]Bruto [ ]Reflexos afiados
[5]Aventureiro [5]Preciso [ ]Ambidestro [ ]Assassino
[ ]Pugilista [ ]Destreza [ ]Desviar

Desvantagens
[ ]Mau líder nato [ ]Medo de Sangue[1]Desmiolado[2]Asmático [ ]Gota
[2]Alérgico[ ]Reflexos afiados
[ ]Desatento[ ]Cicatriz[ ]Colapso Pulmonar [ ]Deficiência Física
[ ]Covardia[ ]Deficiência Mental [ ]Medo de Fogo
[10]Psicopata


Namisha Tyrell
A última gota do orvalho

A vida é injusta e ninguém havia dito aquilo à Namisha. Encontrava-se com os joelhos dobrados sobre uma tábua escura da capela, onde outras mulheres mais velhas também costumavam rezar. A garota de pele tão branca quanto a neve pálida e de cabelos acobreados rezava. Abriu as palmas das mãos e as uniu num gestão religioso, pedindo à figura da mãe para que acomodasse os corações das mulheres naquele momento. Porém, era ela quem mais sofria. Namysha era a sexta e última filha de Tristan e Abigail Tyrell, precedida por nada mais nada menos que cinco homens. Os três primeiros faleceram numa pequena disputa por terras ao redor de Jardim de cima e o quarto já viera do ventre com a barriga aberta e cheia de úlceras fétidas. Senhora Abigail entrou em depressão profunda naquela época, sendo cercada de mulheres religiosas que sugavam sua vontade de sentir que a vida ainda continuava. Na base de sua melhora, a gravidez de um novo filho começou a abastecer toda aquela falta que a Senhora de Jardim de cima perdera há algum tempo atrás. Não era tão bonita ao ponto de chamar a atenção de outros nobres cavaleiros até porque já era velha e seus cabelos começavam se empalidecer, porém tinha um bom quadril e possuía grande facilidade em gerar herdeiros. A vida era quem os tirava. Namisha sorriu ironicamente naquele instante, voltando a se concentrar na prece que havia perdido segundos atrás. “-Não entendo o motivo de graça, lady Namisha.”-disse o alto septão, exibindo suas longas papadas de gordura sobre o queixo enquanto cuspia as palavras. Nam sorriu mais uma vez. “-Estou feliz e agradecendo ao pai.”-foi tudo o que ela disse. A pior parte de sua história era saber que sua vinda ao mundo lhe custou a vida da própria mãe. 'Rasgou ela por exatamente dez horas até nascer. Não demorou muito até a senhora Abigail vir a falecer de hemorragias' -eles diziam sempre. A cozinheira da grande verruga, o ferreiro pai de dois jovens rapazes e até mesmo os corvos pareciam enxotar a piada em sua face. 'Não é bom presságio vir ao mundo causando a morte de outra pessoa'-ainda diziam. Essa em particular foi ouvida enquanto Misha atravessava os corredores soturnos da meia noite, fugindo dos aposentos cercados de soldados armados. 'Chega de boas lembranças' – ela pensou, e ergueu-se num gesto abrupto. O alto septão já se erguia ao mesmo tempo para lhe falar sobre como era importante prestar orações três vezes por dia quando ergueu uma das mãos em gesto de ignorância. “-Sem mais orações.”-ela disse, segurando a barra do longo vestido de cetim creme e seguindo pelo corredor central até atingir a torre de seus aposentos. 'Deve ser por isso que ainda não me ofereceram a um casamento. Sou tão bruta quanto um cavalo indomado. É isso! Sou um cavalo indomado na pele de uma lebre pomposa e com cheiro de orvalho'-sorriu mais uma vez enquanto observava os guardiões destrancando as portas até cruzar o corredor de seu dormitório. Na cama ao lado estava seu pai, o senhor Tristan Tyrell. Após a morte de sua amada esposa,o senhor herdeiro de Jardim de Cima havia perdido sua sanidade. A loucura era parte de cada membro daquela família, mas em Namisha esta loucura havia se convertido em frieza. 'Monstra!'-foi o que disseram quando viram a pequena Namisha de apenas três anos abrindo a barriga de um cachorro magricela. Quando questionaram a brutalidade do ato, apenas descobriram que a grande língua do malhado havia levado embora sua pulseira de esmeraldas. “-As esmeraldas combinam com meus olhos!”-ela disse, esfregando as mãos ensaguentadas no vestido. Depois disso, os pais dos subalternos haviam impedido que os filhos mantivessem distancia de Namisha, tornando a garota cada vez mais apática e afastada do meio social. É claro que participava dos grandes eventos no salão principal, mas os rumores de suas personalidade psicopata se espalharam tão facilmente como o esperma jorrando dentro de um ventre úmido e fértil. “-Hoje fora apenas um dia. Amanhã será outro dia e nada mais será como foi ontem.”-prometeu a si mesma, semicerrando os cílios e fechando os olhos, iniciando o ato que precedia o sono profundo.
avatar
Namisha Tyrell
Lorde
Lorde

Mensagens : 60
Data de inscrição : 25/05/2013

Ficha do personagem
Nível Nível: 1
Pontos de Vida Pontos de Vida:
100/100  (100/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum